A Mordomia da mente e do Espírito (20-10)

A mordomia da mente e do Espírito
Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Col. 3.1
Na semana passada falamos sobre a mordomia do corpo, da importância de cuidarmos bem do templo do Espírito Santo, de darmos mais espaço a Ele e de muitas outras coisas, mas hoje falaremos sobre a mente e o Espírito. Sabemos que os três não podem viver separados, mente, corpo e Espírito e hoje completaremos este conjunto de partes que nos compõe.

MORDOMIA DA MENTE

A mente humana é um tesouro dos mais preciosos
Como nós as vezes nos desvalorizamos… Quantas vezes esquecemos da riqueza que é sermos o que somos e essa palavra é muito importante, “riqueza”, somos ricos. Você já parou para pensar em quanto você é rico? Não, eu não estou sendo incoerente quanto ao que falei na semana passada, dizendo que estamos em dívida, mas é preciso olhar para a riqueza que temos.
As pessoas não se dão o devido valor, seja por uma baixa autoestima, seja por gostar de coisas que a desvalorizam, seja por amar alguém que não retribui este amor… Por isso vemos um alto índice de suicídios, nesta semana um amigo de uma adolescente aqui da igreja se suicidou. É preciso se valorizar, perceber que somos únicos e temos algo espetacular.
As possibilidades da memória são ilimitadas. Acredita-se que um adulto possa lembrar de vinte a cem mil palavras. Algumas pessoas possuem uma memória fenomenal. A nossa mente é tão rica que há alguns fatos interessantes que gostaria de compartilhar com vocês:
• Alexandre o Grande foi capaz de lembrar os nomes de todos os seus soldados.
• Mozart foi capaz de tocar e transcrever uma melodia que escutou uma única vez. Depois de ouvir o “Miserere” Allegri (em 9 partes), ele conseguiu escrever de memória toda a partitura desta composição musical, mantido em segredo pelo Vaticano.
• Um condutor italiano, Arturo Toscanini, possuía a mesma memória musical e lembrou cada nota de 400 partituras.
• Winston Churchill sabia de coração quase todos os trabalhos de Shakespeare.
• Bill Gates lembra de centenas de códigos da linguagem de programação projetada por ele.
Algo tão fenomenal que Deus nos deu, não pode ser desprezado, precisa ser valorizado, nós temos um equipamento único. Tem pessoas que compram aparelhos que realizam coisas que vão muito além do comum, mas estas pessoas não utilizam essas funções, compram um computador com uma placa de vídeo espetacular, para entrar no Orkut.

Temos o dever de desenvolver nossa mente
Eu lembro de uma cena de um episódio do desenho dos Simpsons que me marcou muito e desde que o Miguel nasceu, fico meio que esperando que aconteça o mesmo e já aconteceu. O Homer comprou um presente caríssimo para sua filha mais nova, a bebezinha. Daí ele dá o presente a ela e ela desembrulha e fica louca pela caixa de papelão, dando mais valor a caixa do que o presente caro, naturalmente o Homer fica desapontado. Normalmente quando a criança é muito novinha acontece isso, outras coisas acabam chamando mais a sua atenção do que aquilo que chama mais a nossa atenção. Conforme a criança cresce, vai ficando mais madura e entendendo o que realmente tem valor.
Eu fico imaginando Deus que deu um cérebro tão bem feito e cheio de detalhes, uma máquina tão perfeita e complexa que nem o computador mais potente do mundo pode se comparar e nós não o utilizamos, damos mais importância a outra coisas. As vezes as pessoas dão mais valor ao seu bíceps, as vezes ao seu cabelo, as vezes a sua barriga de tanque do que esse maravilhoso presente de Deus, falta maturidade, tal qual no bebê Simpson. As pessoas passam horas na academia, nos salões e em clínicas de estética, mas pouco estudam, não leem, não exercitam a mente. É importante demais cuidarmos do nosso corpo, mas não podemos esquecer que o cérebro também faz parte do corpo.
Nós, como crentes temos que nós destacar através dos estudos também, foi-se o tempo em que conseguiríamos sucesso e prosperidade só apenas pela oração, uma coisa que Deus não é injusto, se você não estudar para a prova, não adianta orar para que Deus lhe faça passar no concurso público e quem não ora mas estuda que nem um louco? Será que Deus vai fazer essa pessoa perder a vaga para você?

Exemplos bíblicos
Na revista vemos o exemplo de alguns personagens como Moisés, Daniel e Paulo que foram benção não só pelo poder de Deus, mas também pela sua instrução. Deus faz maravilhas através até de um iletrado como fez com Pedro, o poder dEle é maior que tudo, mas por isso vamos relaxar? De forma alguma! Não podemos enterrar esse dom dado por Deus, temos que usá-lo a favor do Reino.

Inimigos da mente
Há muitas batalhas espirituais que são travadas no campo da mente, portanto é fundamental ocuparmos a mente com as coisas lá de cima, as coisas de Deus. Quanto mais coisas de Deus estiverem em nossa mente, menos influência o mundo vai ter em nossa decisões e escolhas.
• As vezes passamos mais tempo do nosso dia ouvindo pagodes, funks, sertanejos e rocks mundanos do que louvores. É pecado? Dependendo da letra, não, mas é ocupar a mente com o mundo.
• As vezes passamos mais tempo do nosso dia vendo na TV novelas, desenhos, séries, jogos de futebol e programas de fofoca do que orando, lendo a bíblia, fazendo culto doméstico. É pecado? Dependendo do que você está assistindo e o quanto aquilo lhe domina, não, mas é ocupar a mente com o mundo.
Precisamos investir na nossa segurança mental, encher realmente a nossa mente de coisas celestes, para que quando o diabo quiser travar uma batalha na nossa mente, ele seja sumariamente derrotado, tal como Jesus o derrotou na tentação. Lembrem-se da história do cão de briga. Fil. 4.8

MORDOMIA DO ESPÍRITO

A predominância do Espírito
No crente sempre deve predominar o Espírito, somos seres espirituais, desde o momento que aceitamos a Jesus, morremos para mundo e nascemos em Cristo e o nosso batismo foi um simbolismo disso. Porém em determinados momentos da nossa vida, deixamos a carne dominar o espírito e por isso pecamos. Rom. 8.5
Não podemos deixar uma pessoa que não é habilitada, dirigir um carro, o risco de acidente é enorme. Pode assim causar danos ao veículo, ao condutor e aos outros. Da mesma forma, a carne não é apta a conduzir a vida de ninguém, deixarmos que nossas vidas sejam dirigidas pela carne é dar a chave do nosso carro para alguém que não sabe conduzir veículos.

Nosso dever de crescer
É muito recompensador para um pai e para uma mãe ver que seu filho está crescendo, se desenvolvendo bem, aprendendo, ficando mais esperto e inteligente. Por que então não fazermos isso para o nosso Pai celestial? Deus nos quer desenvolvidos, não só na mente, não só no físico, mas principalmente no espiritualmente. 2 ped. 3.18
Imaginemos que a regra muda e que para se alcançar o céu teremos que passar em uma prova surpresa que será dada pelo São Pedro, logo após a nossa morte. Será que teríamos condições de ser aprovados? Se você está em dúvida, acho melhor começar a fazer o dever de casa.

Recursos a nossa disposição
São três, a oração, o estudo da palavra e o serviço na causa do mestre.
• Oração – É impossível você como mordomo, cuidar bem da casa sem conversar com o dono. Como poderemos obter uma vida abundante se cortarmos relação com o nosso Senhor, que conhece nossa mente, nosso corpo, nossos desejos, nosso futuro e até o que não imaginamos.
• Bíblia – É o manual da vida. Você consegue utilizar todos os recursos de um aparelho sem ler o manual? Não. Quando eu era adolescente e minha mãe comprou um vídeo cassete, eu meio de intrometido fui utiliza-lo sem ler Manuel, metido a saber… Sabe que depois de 2 anos e eu descobri um recurso que ele tinha e que nunca tinha usado, que era ver uma cena quadro a quadro, por acaso eu apertei um botão e vi a cena que era do filme Bradock. Leia o manual.
• Serviço – Ultimamente temos vivido em uma época de total descompromisso com o serviço. As pessoas não querem assumir tarefas, cargos e responsabilidades. As pessoas querem receber bênçãos, recompensas, entretenimento, homenagens, vitórias e satisfação. Paulo diz: Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. I cor. 15.19. Nós fomos comprados, não somos donos de nós mesmos. Por que não trabalhar para o nosso Senhor?
• Saúde espiritual – Talvez, após esta aula você tenha percebido que sua saúde espiritual esteja abaixo do recomendado e precisa melhorar bastante. Que tal vitaminar sua vida? A revista nos deixa algumas receitas de vitaminas que poderão lhe fortalecer, de A a Z, não é Centrum, mas faz um bem.

Anúncios

O Templo do Espírito Santo (13-10)

O templo do Espírito Santo
Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? 1 Coríntios 6:19

Como falei na semana passada, ao imaginarmos um mordomo, lembramos de uniforme, bandeja, serviço e outras coisas relacionadas ao trabalho da casa, portanto, a imagem de mordomo é muito ligada ao cuidado com a casa.
Nós somos casa, somos casa de Deus (Como diz o Thales: “Sou a Tua casa, mora em mim…”). O Espírito Santo passa a morar em nós quando aceitamos a Jesus, aí nos tornamos templo do Espírito Santo.
Agora que entendemos que somos mordomos e somos casa, precisamos unir isso e perceber que se o mordomo cuida da casa, nós precisamos cuidar do nosso corpo que é a casa do Espírito Santo. Paulo nos fala em fp 1.20 que Cristo deve ser engrandecido em nosso corpo, portanto precisamos tratar bem nosso corpo e isso veremos agora como.

O corpo Humano foi criado por Deus
Deus não criou o ser humano de qualquer forma, foi um ato especial em que mostra como Deus nos ama. Tudo o que Ele criou, foi pela palavra “Faça-se”, mas a do homem teve um carinho todo especial. A própria palavra fala que depois de criar o homem, Ele disse que foi muito bom, diferente do que disse após criar as outras coisas (um simples “bom”) Você acha o céu e a terra bonitos? Você é melhor. Você acha legal a natureza, o mar, o sol, as estrelas, a lua e os animais? Você é mais especial, você é a coroa da criação, o gran finale.

A maravilha do corpo humano
Quem aqui já estudou biologia, entende que o corpo humano é ao mesmo tempo complexo e maravilhoso, tem tantos detalhes que nos surpreende. O salmista relata isso no salmo 139.14. Você sabia que uma pessoa:

• Passará 3 anos e meio de vida comendo.
• Vai babar 145 litros de saliva antes de 1 ano.
• Antes de 2 anos, vai engatinhar 144 km. (Daqui de Olaria a Resende, ou São P. da Aldeia)
• Até 10 anos, o coração irá bater 368 milhões de vezes.
• Passará até 12 vendo televisão.
• Ficará 2 anos e meio ao telefone.
• Passará 2 semanas inteiras beijando.
• Sua unhas vão crescer 25 metros. (Um prédio de 8 andares)
• Seu cabelo crescerá 960 km. (Daqui de Olaria a Joinville, Santa Catarina)
• Terá 2 metros de pelo do nariz.
• Terá piscado 415 milhões de vezes.

Isso é apenas um pequeno conjunto de detalhes que todo o ser humano tem, você mesmo tem mais detalhes e características do que qualquer outro ser, fomos feitos de uma forma maravilhosa e com certeza a ciência ainda não conhece totalmente o próprio homem.

Exemplo digno de imitação
A revista nos fala de Helen Keller que foi uma escritora que era cega e surda, mas mesmo assim foi destaque na sociedade e na história. Uma frase dela nos chama a atenção: “Usem seus olhos como se soubessem que amanhã poderiam perder a visão e o mesmo método deve ser aplicado aos outros sentidos”.
Todos nós temos os nossos sentidos em funcionamento, alguns como eu, necessitam de óculos, outros de aparelhos auditivos, outros de bengala, mas ainda estamos em bom funcionamento e o que temos feito com essa maravilhosa máquina para Deus? Como a temos utilizado? Em Col 1.16 vemos: Porque nEle foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por Ele e para Ele.
Fomos criados para funcionarmos. Você já parou para pensar na cadeira? Ela foi criada para que sentássemos nela, alguns a usam para subir em cima, outros para colocar coisas em cima, mas o propósito principal de uma cadeira é de que pessoas se sentem nela. Nós fomos criados para a Glória de Deus, talvez seu corpo esteja sendo utilizado de forma inadequada, as vezes errada, é tempo de colocar as coisas no eixo e utilizar seu corpo para a Glória de Deus. Rm 12.1

Nosso corpo é habitação do Espírito Santo
Você já olhou o saldo da sua conta? Você está em dívida, nós estamos em dívida, com Deus. Fomos comprados por um alto preço, um preço que precisa ser pago e seu pagamento não se refere a dinheiro, mas à dedicação, à glorificação de Deus no nosso corpo.
Ele mora em nós e precisa de mais espaço, devemos dar espaço ao Espírito Santo. Imaginem que seu coração é uma casa onde o Espírito Santo mora, daí o Espírito Santo está lá dentro, bem confortável e você bate na porta e diz: “Amado Espírito Santo, com licença, mas tem uma pessoa que precisa morar aí também é o time do meu coração, da licença.” Depois de um tempo você bate na porta outra vez e diz: “Espírito Santo, tudo bem? Olha eu trouxe mais um morador, é a novela, mas fica tranquilo que ela vai tomar pouco espaço.” Outro tempo depois você bate a porta e diz: “Fala Espírito! Como é que está o convívio? Estou trazendo uma pessoa super gente fina, seu nome é internet, bom convívio aí pra vocês!” E daí você vai outras e outras vezes, cada vez mais ocupando seu coração com coisas e deixando menos espaço para o Espírito Santo, até que mal se perceba a presença dele no seu coração. É tempo de darmos mais espaço para nosso hospede.

Nossos deveres para com o corpo
Vamos imaginar que você vai hospedar uma pessoa muito admirada, por exemplo, aqui vou lista dez pessoas muito admiradas no Brasil, escolham uma.
Silvio Santos, Lula, Jô Soares, Luciano Huck, Xuxa, Fernanda Montenegro, William Bonner, Zico, Tony Ramos e Pelé.
Agora imaginem que uma dessas pessoas vai se hospedar durante alguns dias na sua casa. O que você faria? Possivelmente faria uma faxina geral, uma reforma em alguns defeitinhos, pintura nova, provavelmente trocaria até alguns móveis, ou seja, deixaria a casa um brinco.
Quando recebemos visitas, já damos uma arrumada na casa, colocamos a melhor roupa de cama, tiramos aquele jogo de copos e pratos novos, nem utilizamos aqueles copos de requeijão ou mocotó. Imagine então se o Pelé vem na sua casa…
Desde o dia em que aceitamos a Jesus, uma pessoa muito mais ilustre passa a ser nosso hóspede, o Espírito Santo passa a habitar (eternamente, já que salvação não se perde) no templo que é nosso corpo e as vezes nos esquecemos da importância em mantermos essa residência limpa, arrumada, organizada, digna do seu novo morador. Em que tipo de casa você tem colocado o Espírito Santo para habitar?

Devemos manter o corpo limpo
Não há nada mais legal do que você morar ou viver em lugar limpo, viver em um lugar sujo é terrível. Quando eu ia para as madrugadas do Carinho, visitamos alguns lugares muito sujos, de madrugada na Central do Brasil, Uruguaiana e Cinelândia a coisa é deprimente, a gente até se sente mal com tanta sujeira. Quem já foi até o lixão de Gramacho entende também a coisa.
Acredito que nossas casas não se comparem a estes lugares, mas na época em que trabalhava com o evangelismo, fui em algumas casas onde havia muita sujeira e era muito desagradável. Não podemos tornar nossa casa desagradável ao espírito. Precisamos limpar nosso corpo e isso eu falo literalmente, banho, escovar os dentes, cortar as unhas, cabelos (lembrando que a Cristiane é cabelereira)…

Devemos manter o corpo em bom funcionamento.
Isso é um desafio para mim, eu não gosto de ir a consultas médicas, mesmo me sentindo mal, mas devemos periodicamente fazer exames e principalmente nos prevenir das doenças, evitar sair na chuva sem guarda-chuvas, evitar beber gelado e outras coisas mais que podem nos fazer mal. A revista nos fala da importância de termos uma alimentação balanceada e isso realmente é muito importante, mas admito que por mim não comeria nenhum tipo de verdura ou legume, mas a Cristiane faz, e noventa por cento eu como, só não como Taioba e Chuchu.
Quantos aqui conhecem Morgan Spurlock? Esse sujeito teve a ideia de fazer um documentário sobre o Mcdonalds, ele passou 30 dias comendo só o que o Mc produzia e teve sérios problemas de saúde. Você pode ver essa aventura louca no filme “Super Size-me”.
Quem é pai então tem que instruir os filhos para que aprendam a comer melhor, já que uma melhor alimentação tornará o corpo mais forte e resistente às doenças. As vezes a coxinha ou o x-bacon que você come hoje, é uma doença que você está comprando para amanhã. Nesse ano tive uma gastroenterite tão forte que perdi vários quilos, tudo por causa de uma costelinha de porco.

Os excessos são perigosos, vejam alguns exemplos:
• Até 60 mil pessoas morrem por ano por excesso de exposição ao sol, segundo um relatório divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

• 47 pessoas morrem diariamente por causa do excesso de álcool, chegando a 3.500 pessoas por mês.

• Mais de 2 500 000 pessoas morrem a cada ano no mundo como consequência do excesso de peso ou a obesidade.

• A dedicação exagerada à atividade profissional é uma característica marcante da síndrome de Burnout, que tem levado muitas pessoas à morte.

• Vídeo game e internet em excesso pode causar morte, um britânico morreu após 12 horas conectado na internet.

Uma das mortes que mais me intriga é a de Jack Daniels criador do Whisky com seu nome, um dos mais vendidos no mundo. Ele uma vez tentou abrir seu cofre e não lembrava a combinação, até que num acesso de raiva deu um chute no cofre (cara inteligente esse), acabou quebrando o dedão do pé e por medo de médico não foi ver o problema, acabou morrendo de uma infecção generalizada seis meses depois. Precisamos ter cuidado com o nosso corpo.

Devemos fazer exercício físico
Nosso corpo foi feito para trabalhar, viver na inércia é muito perigoso, portanto é muito importante fazermos exercícios físicos, caminhadas são muito boas. Por mais estranho que isso possa parecer, mas meu primo gosta de saltar dois ou três pontos antes de casa e vir andando para exercitar mais o corpo.

Inimigos do corpo

O fumo (Isaías 55.2)
Falar aqui sobre o fumo, acredito que seja chover no molhado. Acredito que todos aqui saibam dos males que o fumo causa na vida das pessoas, mas só para recordar algumas coisas interessantes sobre o cigarro:
• Os cigarros contém arsênio, formaldeído, chumbo, cianeto de hidrogênio, óxidos de azoto, monóxido de carbono, amônia e mais 43 agentes cancerígenos conhecidos.

• Ureia, um composto químico e um dos importantes componentes da urina, é usado para adicionar “sabor” aos cigarros.

• Os cigarros podem conter mais de 4000 ingredientes que, quando queimados, também podem produzir mais de 200 ‘compostos’ químicos. Muitos desses ‘compostos’ estão ligados diretamente a danos nos pulmões.

• O sistema imunológico dos fumantes tem de trabalhar cada dia mais do que os não-fumantes. Como resultado, o sangue dos fumantes contém menos antioxidantes, embora o sistema imunológico possa responder mais rapidamente a ataques de vírus, devido à sua natureza.

• 3 milhões de pessoas morrem por ano no mundo, por causa do cigarro, ou seja, 3 pessoas por minuto.

A bebida social (pv 20.1; 23.19-21, 29-35; ef 5.18)
A bebida como falamos aqui é um grande mal que tem levado muitas pessoas a morte, é claro que quando lembramos de pessoas como Garrincha, Adriano, Amy, Elvis e Mussum, entendemos que eles se excederam ou ainda se excedem, mas e os que bebem socialmente? Há um grande risco também no consumo de álcool moderadamente. Não há como definir o que é moderado, até porque com o tempo o corpo vai se acostumando à dose e a pessoa aumenta cada vez mais.
Além dos problemas que o álcool causa no corpo, tem outros problemas decorrentes, como acidentes de carro, brigas, violência doméstica e abusos. O álcool talvez seja o veneno mais poderoso para a destruição da humanidade, já que além de liberada para maiores de dezoito anos, tem propagandas em todo o lugar.

As drogas
Falar sobre as drogas é muito importante, nas igrejas, nas casas, nas escolas, qualquer lugar é importante orientar aos outros, vemos muitos exemplos de filhos de crentes envolvidos com drogas. Os males que as drogas causam são tão reveladores que quem já teve a oportunidade ver pessoas que usam drogas, como a imagem vai se degradando com o tempo, percebe. Eu tive muitos colegas de infância que se embrenharam por esse caminho, infelizmente a maioria já morreu, uma coisa é fato, a morte vem acompanhada das drogas.
É importante também estarmos atentos ao uso em excesso de remédios, que são drogas, todo o medicamento deve ser usado com a orientação de um especialista.

Conclusão (Rm 12.1)
Você já parou para pensar no peso desse versículo? O sacrifício no passado era feito com um cordeiro, mas após a morte de Jesus, o sacrifício (bem menor, diga-se de passagem) passou a ser a nossa dedicação a Deus, o nosso culto racional. Cuidemos do templo do nosso Senhor, que é nosso corpo e dediquemos a Ele nossos corpos como sacrifício. Mordomia é isso.

A doutrina da Mordomia

A doutrina da Mordomia
Do SENHOR é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam. Salmos 24:1
Mordomo
Quando pensamos em mordomos, lembramos dos mordomos mais famosos que já apareceram nos livros, cinemas e TVs. Lembramos do Alfred, mordomo do Bruce Wayne (o Batman), lembramos do Alfredo, o mordomo do comercial do papel higiênico “neve”. Mas qual é a verdadeira função do mordomo? Nós vamos entender durante o estudo dessa lição. Peço a vocês que não se assustem com esta revista, embora ela pareça chata de se estudar, o conteúdo é muito bom, portanto não se levem pela aparência.

Mordomo, pelo seu significado quer dizer “aquele que é incumbido da direção da casa, o administrador”. Ou seja, o dono da casa põe nas mãos do mordomo o que tem de mais precioso para que seja cuidado por ele. Particularmente eu nunca havia parado para pensar no tamanho da minha responsabilidade. Já li tantas vezes que temos responsabilidade de pregar o evangelho e que temos uma missão de tirar as pessoas do caminho para o inferno, mas não imaginava que nossa responsabilidade é muito maior. Somos responsáveis pelos filhos do nosso Senhor (nossos irmãos em Cristo) e por sua esposa (nossa igreja) e eu lhe pergunto, o que você tem feito por seus irmãos? O que você tem feito por sua igreja?

Temos alguns exemplos na bíblia de mordomos. Eliezer que era o mordomo de Abraão a quem foi confiado buscar uma esposa para Isaque, seu filho. Agora imaginem o que Abraão era.
• Pai – Os que são pais ou mães sempre querem o melhor para seus filhos, são capazes de tirar de si próprio para oferecer ao filho. A relação de mãe/pai com o filho é tão incrível, que percebemos que pais deixam seu querer de lado em favor dos filhos. Como a fábula em que um jovem por amor a uma mulher, pede que ela escolha qualquer coisa e a mulher pede o coração de sua mãe. O jovem vai até em casa, tira o coração de sua mãe e volta correndo para o palácio, mas antes de chegar, tropeça e cai. O coração da mãe fala para ele, meu amado filho se machucou? Como gostaria de lhe consolar.
• Consciente da promessa de Deus – Deus havia falado a Abraão que ele seria pai de uma grande nação, que ele teria muitos descendentes, incontáveis.
Agora imagine a responsabilidade de Eliezer. Tinha que ser a melhor mulher do mundo, era o pedido de um pai. Tinha que achar uma mulher que daria continuidade a linhagem de uma grande nação. Abraão confiou a Eliezer esta responsabilidade. Deus tem grande responsabilidades para que possamos assumir, Ele confia em nós, as vezes mais do que nós confiamos em nós mesmos.

Temos também José que foi mordomo de Potifar. A bíblia fala que a confiança de Potifar era tão grande que ele não sabia de nada além do pão que se alimentava. Era muita confiança e por causa disso vemos que não era uma função insignificante, o mordomo só era inferior ao seu Senhor. Grande responsabilidade.

O universo pertence a Deus (Gn 1.1; 14.22)
Depois de criar tudo o Senhor colocou Adão para administrar a criação. Adão não era dono de nada, não tinha contrato de propriedade, não arrematou nada em leilão, Adão era apenas um mordomo. Nós só temos propriedade daquilo que criamos, como é Deus quem cria, Ele é o dono.

O homem pertence a Deus (Gn 1.27; Ez 18.4)
Deus não nos criou para nos largar em um lugar e vivermos a própria sorte. Ele estava interessado em nós, por isso criou esse mundo tão lindo. Não somos um acidente, talvez você quando nasceu, não tenha sido planejado por seus pais, mas você foi planejado por Deus. Deus nunca faz nada por acaso, e ele nunca comete erros. Ele tem um motivo para tudo que criou. Todas as plantas e animais foram planejados por Deus, e cada pessoa foi idealizada com um propósito. O motivo para Deus tê-lo criado foi o amor que ele tem. A Bíblia diz: “Muito antes de estabelecer as fundações da terra, Deus já nos tinha em mente, tendo nos escolhido como foco do seu amor.” – Efésios 1:4ª Você é muito especial para Deus, você é propriedade Dele.
Por direito de redenção (Ex 19.5; Ap 5.9)
Primeiro, fomos criados para a gloria de Deus, mas o pecado desviou a trajetória que o homem deveria ter. Havia um plano todo especial para o homem, mas por conta desse desvio, Deus preparou um outro plano afim de que a humanidade entrasse nos eixos, Jesus Cristo, que por meio do seu sacrifício, nos comprou e nos redimiu. Por isso somos dEle duas vezes, porque nos criou e porque nos comprou.
Vamos ler a fábula do menino e do barquinho que está na revista?

A importância da mordomia cristã

Senso de sagrado Gn 28.16
Isso eu já falei na classe, mas precisamos ter uma consciência de sagrado. Precisamos parar com esse sentido de minha vida espiritual, minha vida secular, familiar, estudantil, profissional, sentimental… Quantas vidas nos temos? Somos como os gatos, com sete vidas? Temos apenas uma vida e cada minuto da nossa vida é sagrado, porque pertence a Deus. Nossa intimidade com Deus tem que ser grande a ponto de vermos Deus onde não acreditarmos que veríamos, no nosso trabalho, na escola, nas coisas comuns do dia-a-dia. É promessa de que todo o lugar que pisar a planta do nosso pé, será terra santa. Não temos que dividir nós mesmos, somos um.

Senso de responsabilidade
A mordomia nos faz perceber que nas nossas mãos há algo de extrema importância, como já falamos aqui, nossa responsabilidade envolve o nosso planeta, as pessoas aqui, os nosso irmãos, a nossa família e nós mesmos. Precisamos assumir essa responsabilidade. A pior coisa é quando as pessoas não assumem sua responsabilidade. Eu me lembro do Homem-Aranha, que embora seja apenas um personagem, me ensinou uma coisa importante, com grandes poderes vem grandes responsabilidades. Lembram do texto? “…Aos que crêem em seu nome, deu-lhes poder de serem feitos filhos de Deus.”

Senso de dependência
É o Espírito Santo que nos conduz a uma vida abundante, pois nós por nós mesmos, somos incapazes e frágeis. Jesus nos prometeu que o Espírito Santo nos esclareceria, nos fortaleceria e nos purificaria. 2 tm 2.21 Para ser um mordomo eficiente é necessário uma vida orientada pelo Espírito Santo. Isso vai até de encontro a toda vaidade que vemos no meio evangélico, onde líderes começam se denominando apóstolos e patriarcas numa forma de se acharem mais santos do que os outros. Jesus era o maior exemplo da humildade e Ele quer que sejamos como Ele, dependentes do Pai.

A responsabilidade que Deus deixou em nossas mãos é um sinal muito forte de confiança, você já parou para pensar que Deus confia em você? É preciso corresponder a toda essa confiança e principalmente saber administrar bem, ter zelo pelas coisas que o Senhor colocou em nossas mãos. Ontem foi o julgamento do mordomo do Papa, ele foi condenado a 18 meses de prisão por roubar documentos sigilosos. É terrível quando aquele a quem nós confiamos age de forma errada. Pior quando age sem zelo, de forma relaxada. Eu gostaria de terminar contando uma história para os irmãos de um mordomo que ligou para o seu senhor para dar uma notícia muito triste.

– Senhor João, aqui é seu mordomo.
– Oi Alfredo, aconteceu alguma coisa?
– Estou ligando para avisar que seu papagaio faleceu, senhor.
– Que pena, mas morreu de quê?
– Ele infelizmente comeu carne estragada, senhor.
– E quem deu carne estragada para ele?
– Ninguém, senhor. Ele comeu a carne dos seus cavalos de raça.
– Meus cavalos premiados, morreram?! Morreram de quê?
– Eles morreram de tanto carregar água para apagar o incêndio na sua casa, senhor.
– Meu Deus, minha casa pegou fogo. O que aconteceu?!?
– Infelizmente uma vela caiu e pegou fogo nas cortinas.
– Vela? Mas aí tem luz elétrica!
– A vela é do velório da sua mãe, que apareceu aqui sem avisar e eu dei um tiro nela pensando que fosse ladrão, senhor!

Precisamos cuidar bem daquilo que está sob a nossa responsabilidade, um dia o Senhor pedirá conta de tudo o que Ele entregou em nossas mãos. O que você fará?

As mais belas orações da Bíblia (30-09)

As mais belas orações da Bíblia
Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares. Salmos 51:4

Nesta lição veremos as mais belas orações da bíblia, mas o que faz uma oração bela? Que tipo de característica uma oração precisa ter para ser considerada a mais bela? Nos textos que veremos a seguir, a beleza das orações não é definida por palavras rebuscadas, mas pelo sentimento que envolve estas orações.
No início da minha vida cristã, quando eu era adolescente, eu pensava que a oração mais bonita era aquela em que o orador usava palavras difíceis, com menções a textos bíblicos. Eu lembro que eu até ensaiava em casa uma oração, para quando um líder ou o pastor pedir para eu orar, a oração sair muito bonita. Com o tempo entendi que antes de tudo, a oração precisa ser espontânea e vir do coração, não como um texto que é ensaiado por um ator. Independente das palavras difíceis, das menções a textos bíblicos, a oração tem de ser um contato íntimo do coração do crente ao coração de Deus.

A oração de Abraão – Petição (Genesis 18.23-26)
Nesta oração poderíamos destacar as belas palavras utilizadas por Abraão, ou sua ousadia em tentar mudar os planos de Deus através da sua petição, ou apenas a sua insistência, mas o que mais chama a atenção é o sentimento que leva Abraão a ser insistente e ousado, o amor ao próximo. Quantos de nós teríamos a mesma coragem de orar em favor de outras pessoas, numa situação de erro?

Há algumas semanas eu estava no Largo da Carioca, quando a Guarda Municipal pegou um ladrão que havia acabado de assaltar uma mulher e estava apanhando de algumas pessoas que o seguraram. Começou a ajuntar gente em volta pedindo para que a Guarda deixasse ele apanhar mais um pouco, mas os Guardas não permitiram, defenderam o sujeito e o levaram até uma viatura, mesmo com os protestos da população. Normalmente quando vemos alguém que age de forma errada, o sentimento que nos domina é de vontade de que a justiça seja feita, se possível, com as próprias mãos. Queremos que o ladrão seja linchado, que o estuprador seja estuprado, que o assassino seja morto e que o viciado apanhe e que o corrupto sofra o pior castigo possível. Achamos que com este tipo de castigo, a lição ficará de que quem comete esse crime, não fará outra vez por medo de que lhe aconteça a mesma coisa. Só que é importante saber que não é a possibilidade de castigo que fará com que um possível criminoso evite cometer crime, se fosse assim, não teríamos mais crime no mundo.

Abraão foi na contramão do que as pessoas estão acostumadas, o povo estava pecando e de uma forma tão contundente que essas cidades são conhecidas até hoje como as cidades do pecado, Sodoma e Gomorra. Talvez, nós em seu lugar não esperaríamos nem Deus avisar que destruiria a cidade, sugeriríamos a Ele para que destruísse tudo antes mesmo dEle nos avisar. “Uma cidade cheia de ladrões, prostitutas, homossexuais, pessoas violentas e todo o tipo de escória da humanidade, Senhor, acaba com tudo!” Abraão foi movido pelo amor, não só por Ló, seu sobrinho, mas por toda a cidade. Devemos seguir seu exemplo, não estou dizendo que é fácil, mas é um desafio a ser seguido. Amar o pecador e odiar o pecado. Amar a tal ponto que sejamos insistentes e corajosos em nossas petições por eles, que até nos esqueçamos de nós em favor deles, precisamos orar por vidas que não nos digam respeito.

A oração de Moisés – Submissão (Números 14.17-19)
Moisés ora em favor do seu povo, mesmo nos versículos anteriores o povo falando mal dele. “E todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Quem dera tivéssemos morrido na terra do Egito! ou, mesmo neste deserto! E por que o SENHOR nos traz a esta terra, para cairmos à espada, e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos ao Egito? E diziam uns aos outros: Constituamos um líder, e voltemos ao Egito.” Números 14:2-4
É muita ingratidão desse povo, é muita cara-de-pau falar dessa forma com Deus. O povo não estava sendo atacado, nem tinha uma praga sobre eles. Apenas havia um desafio a sua frente, mas parecia que haviam esquecido tudo o que Deus havia feito a algumas páginas atrás. A forma maravilhosa como Ele os tirou do Egito.
Alguém aqui gosta de pessoa mal agradecida? Nem eu. Mas Moisés orou em favor dessas pessoas, entendendo que Deus era Deus, sendo submisso a Ele e não retrucando quando Ele deu sua sentença àquele povo.

Devemos amar os outros, mesmo quando foram mal agradecidos conosco e com Deus, devemos orar por eles, mas acima de tudo, ser submissos a Deus. Compreender que Seus caminhos são mais altos que os nossos e que Seus pensamentos são maiores que os nossos.

A oração de Josué – Compreensão (Josué 7.7-9)
A oração de Josué nos alerta para a importância de nós nos examinarmos a nós mesmo. Verificarmos em nossa caminhada em que ponto nós erramos. Muitas das vezes chegamos para Deus e perguntamos: “Onde foi que eu errei, Senhor?” E jogamos toda a responsabilidade para cima de Deus, sendo que nós precisamos prestar a atenção no que fazemos e no que está faltando, ou jamais aprenderemos. A oração do Salmista nos chama a atenção para a importância de olharmos para a nossa caminhada e não vivermos de forma relaxada. Salmos 90.12

Devemos compreender que Deus é misericordioso, que Seu amor por nós é maior do que todas as coisas, que Sua graça é infinita e não a merecemos, mas que as consequências dos nossos erros, teremos. E se não prestarmos a atenção e consertarmos os erros do passado, sofreremos sempre.

A oração de Samuel – Proteção (1 Samuel 7.7-9)
Muitos desafios aparecerão em nossa caminhada, cada um mais difícil que o outro, mas não podemos esquecer de quem é nosso Pai, que Ele é nosso refúgio e fortaleza, o socorro bem presente na hora da angustia. Samuel recorreu a Deus porque tinha certeza de que Ele livraria o povo.

Independente do momento que passamos e do gigante que se levanta diante de nós, precisamos ter a certeza de que nosso Pai cuida de nós, que sua proteção é maior do que portas blindadas, alarmes, coletes a prova de balas, remédios milagrosos e etc.

Ontem o Marcos estava nos falando de como Deus o livrou em situações de extremo perigo, de troca de tiros com bandidos fortemente armados, Deus é tremendo!

A oração de Davi – Confissão (Salmos 32.1-5)
Davi chega para Deus e chama a responsabilidade para si, Não justifica seu erro como Adão (Foi a mulher que tu me destes), nem como Eva (foi a serpente que me ofereceu), nem disfarça seu erro com boa intenção como Saul que ofereceu sacrifício a Deus do que Deus mandou destruir. Davi culpa a si próprio e só a si mesmo.

As vezes não chegamos a Deus como Davi, pedimos perdão por atacado, sendo que pecamos a varejo. Pedimos a Deus perdão pela multidão dos nossos pecados, sendo que Deus quer que confessemos a Ele nossa falha, uma a uma. Precisamos expor diante de Deus cada ponto que nos afasta dEle, cada deslize nosso e principalmente, entender que a culpa do nosso pecado não é do diabo, mas nossa.

A oração de Jeremias – Lamento (Lamentações 5.19-22)
A oração de lamentação é algo que me chama muito a atenção, primeiro porque lamentação é uma prova de que não estamos felizes coma atual situação, não estamos acomodados. Há uma forte tendência do ser humano a se acomodar coma situação, aos poucos se vai entrando na zona de conforto e se esquece de que as coisas precisam estar em constante melhora. Jeremias poderia se acostumar com sua atual situação e ficar quieto, mas ele sabia quem era o seu Deus e que aquela situação precisava ser mudada. Não podemos nos contentar com pouco. Temos que sair dessa anestesia que nos deixa desligados.

Em segundo lugar, é importante saber que lamentação não é murmuração, lamentar é saber que Deus pode mudar esse cenário.

Conclusão (João 17.20-23)
Não poderíamos esquecer da oração de Jesus, a primeira oração feita por você na história da humanidade. Jesus orou por mim e por você. É importante saber que mais do que uma oração bela, Ele nos amava antes de nascermos. É tempo de retribuirmos este amor, de mostrarmos nossa gratidão. É tempo de orar!

Aula 23-09

Pai Nosso
“Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora ao teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.” Mateus 6.6-13

A lição de hoje tem como base de estudo a oração do Pai Nosso, um modelo simples e objetivo de como deve ser nosso contato com Deus. Em uma época em que havia uma tendência a orações carregadas de soberba e outras coisas mais, Jesus aparece para simplificar esse ato. Hoje em dia não vemos um cenário tão parecido, é claro que ainda existem pessoas que gostam de chamar a atenção para si através da oração, fazem aquelas orações cheias de pompa, quando na verdade seu coração está longe.
É o famoso “Denorex”, quem foi dos anos 80, lembra. Parece, mas não é. E por mais que muitos crentes tentem disfarçar a santidade, um dia a mascara cai.
Esta oração tem seguido de modelo para muitos crentes no mundo, algumas religiões, como o catolicismo a utilizam literalmente como penitência, mas o “Pai nosso” é antes de tudo, um ensinamento de como deve ser o nosso proceder na oração.

Oração: Vista ou ouvida? (Mateus 6.6)
A revista nos chama a atenção para um fato que não tinha percebido. Embora o nosso ato neste texto esteja relacionado a oração, ou seja, uma conversa com Deus, a continuação diz que “O Pai que nos VÊ em secreto, nos recompensará”, não é “O Pai que nos OUVE em secreto”, mas o que nos vê. Isso mostra a importância da nossa atitude de oração. Como tem sido sua atitude de oração, tem sido um cumprimento de um dever, ou seu coração deseja falar com Deus? A oração não é um telefonema para Deus, Ele está nos vendo, você consegue conversar com alguém por telefone e até disfarçar sua intenção, mas ao vivo fica bem mais difícil. Lembro que há muitos anos atrás eu orava antes de dormir, deitado e caia no sono durante a oração, quando acordava no outro dia, dizia amém. Atitude errada. Tem gente que ora com a TV ligada, tem gente que ora rápido porque tem que correr para fazer alguma coisa. Não adianta disfarçar, Deus vê.

Todas as vezes que leio este texto, também me lembro da música do Gilberto Gil “Se eu quiser falar com Deus”, alguém já ouviu? Eu ontem entrei em um site que discute o significado das letras das músicas, onde a pessoa entra e dá sua opinião sobre o que o autor quis dizer na letra. Foi bem curioso ver o que as pessoas diziam, mas a maioria tinha a mesma ideia. Para se falar com Deus, é preciso se desprender das coisas materiais, esquecer-se do corre-corre, ser humilde, ter fé, estar pronto para o novo e embora esteja em uma situação terrível, se alegrar nEle. Uma inspiração essa música, segue a letra.

Se Eu Quiser Falar Com Deus

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar

A nossa oração tem de ser um contato intimo com nosso Deus, este contato deve ser motivado pelo nosso desejo de estar com Ele. Os fariseus, no passado oravam nas praças, em voz alta, para que as pessoas tivessem uma visão de santidade daqueles homens e como falei no início, ainda vemos pessoas que de forma soberba oram, louvam, cantam, pregam, falam, agem e isso é terrível, chega a ser feio, eu fico sem graça, quando vejo alguém no culto fingindo ser o que não é.

Para que a nossa oração tenha efeito, é preciso que nossas atitudes correspondam.

Oração: Sua objetividade e presteza (Mateus 6.7)
Chegamos ao modelo, pelo menos esta oração é considerada modelo por muitas pessoas no mundo, Jesus nesta oração consegue ser preciso como um cirurgião, ele fala o necessário, sem embromações e nos dá uma aula de vida cristã.
Deus conhece o nosso coração como ninguém, sabe até do sentimento que teremos no futuro, antes da palavra chegar a boca, Ele conhece, para que então embromar? A revista até nos fala do Pastor Miranda Pinto que era objetivo na oração. “Senhor, obrigado por esse feijão”.
Não é por vãs repetições que conseguiremos as coisas, talvez você consiga até de alguém (como eu sempre conseguia dinheiro da minha mãe, quando era criança, porque eu pedia e repetia e repetia muitas vezes até ela não aguentar mais e atender), mas com Deus a história é outra. Eu acho terrível quando uma pessoa não consegue sintetizar o que diz, dá uma volta tremenda para chegar no ponto, o famosos “Encher linguiça”, não cabe nas orações.

Oração: Recebendo o que Deus concede (Mateus 6.8)
Ainda neste texto Jesus nos instrui a não utilizarmos as repetições, como os outros usavam por falta de conhecimento de Deus. Não sei exatamente o quanto você conhece de Deus, mas entenda que Ele não quer que você seja como um CD arranhado que repete e repete. Ele conhece você e sabe o que é melhor para sua vida. Ser preciso no seu pedido é também confiar nos designíos de Deus, é entender que o Caminho dEle é o melhor.

Irmãos, é muito difícil você aguardar, normalmente temos muita pressa e esperar que Deus atenda ao nosso pedido é complicado demais. As vezes planejamos coisas tremendas e as coisas não ocorrem da forma como queremos. Começamos a orar em um sentido e o tempo vai passando, nada indica que nosso pedido vai ser atendido. Na verdade, as coisas acabam indicando é que não vai ser atendido mesmo, talvez até para que desistamos, mas é importante continuarmos perseverante, confiantes e descansando em Deus. Temos que agradecer a Deus pelos desafios, as dificuldades, pois são nelas que tornamos melhores.

Oração: Como iniciar (Mateus 6.9)
Como começar a falar com Deus? Jesus utilizou uma forma muito simples “Pai”. Eu lembro de um ex-colega de trabalho que foi de testemunha para uma audiência trabalhista para um conhecido seu que não tinha muito estudo. Ele disse que em certo momento, esse rapaz, meio sem saber, chamou a juíza de “vossa ignorância”. Ele começou a rir e quase que vai preso. As vezes não sabemos como tratar Deus, mas o que vejo é que a maioria das pessoas toma um modelo como padrão. O jeito certo é iniciar com o coração aberto, chamando de Pai, Paizinho, Senhor, meu Deus, isso não importa.

Mais importante do que a expressão que usaremos para falar com Deus, é o modo que chegaremos até Deus. Nosso sentimento para com Deus. Não adianta chegar e dizer:

• “Oh onisciente e todo o poderoso, rei do universo. Tu que habitas entre os querubins, Deus da eternidade, me faz ganhar na loteria.”
• “Oh Deus de Abrão, de Isaque e Jacó, Tu que eras antes da criação do mundo, Tu que és grande como o universo destrua esses servos de satanás que ouvem música no último volume.”
• “Oh Pai celestial, Tu que tens uma grandeza incomparável, tu que és o alfa e ômega, princípio e fim de todas as coisas, tira o pastor da nossa igreja porque ele me repreendeu.”

É errado usar estas expressões? Não, mas quando elas vêm acompanhadas de sentimentos contrários a fé cristã, não dá.

Oração: Não só pedir, mas honrar ao Senhor (Mateus 6.10)
Quantas vezes nas aulas falamos sobre isso aqui, da importância de não só pedir, mas exercitar o agradecer, a confissão, a intercessão. Fizemos até uma dinâmica, tudo isso com a intenção de percebermos que devemos ajustar a nossa oração de forma correta. É complicado para Deus agir quando só pensamos em nós mesmos, a essência da vida cristã é além do amor a Deus, o amor ao próximo e como podemos esquecer de orar pelos outros se esse é um dos principais mandamentos? Não podemos tratar Deus como um serviço de fast food. “Senhor, eu quero um X-tudo com maionese, alface, sem mostarda e sem batata palha, Ah! E é para viagem.”

Samuel e Isaías foram na contramão do que vemos por aí. Sua orações foram “Fala, Senhor, que teu servo ouve… Eis-me aqui, Senhor. Envia-me a mim…” Chega de orações do só “eu”. Em vez de impor a Deus o seu querer, por que não se colocar ao querer e a vontade de Deus?

Oração: A dependência diária (Mateus 6.11)
Sempre imaginei que essa parte da oração relacionava-se apenas ao alimento físico, mas relaciona-se também ao alimento espiritual. Nela vemos o envolvimento da dependência de Deus, que precisamos buscar nele o nosso suprimento físico e espiritual. As vezes nossa oração está relacionada ao alimento físico (bem material) e nem pedirmos pelo espiritual. Pedimos a Deus, uma casa maior, um carro melhor, um salário maior, prosperidade financeira e não pedimos a Deus que nos use na sua obra, que evangelizemos mais, que tenha mais cultos.

No deserto o cuidado de Deus era diário, não adiantava guardar o maná, pois no outro dia se estragava, dependência de Deus é isso. É ter fé na sua resposta, no seu cuidado. É fácil? Não, mas é preciso confiar em Deus, mesmo quando as coisas não parecem acontecer, isso tem sido um desafio para mim, mas uma coisa eu sei. Em todos estes anos, ainda Deus não falhou comigo, em toda a bíblia não há relato de Deus falhando com o homem, portanto, vou continuar confiando e vivendo na sua dependência.

Por que o domingo?

Culturalmente, o domingo é visto como um dia de descanso, porém a palavra de Deus nos chama a atenção para que dediquemos ao Senhor as nossas primícias, ou seja, o nosso melhor. Temos como primeiro dia da semana o domingo, que é considerado por muitos como o “Dia do Senhor”. Seria este dia, nossa primícia? Vamos entender um pouco sobre o “Dia do Senhor”

Encontramos na Bíblia sete referências contendo a expressão “O dia do Senhor”, At 2.20; 1Co 5.5; 2Co 1.14; 1Ts 5.2; 2Ts 2.2; 2Pe 3.10; e Ap 1.10. As seis primeiras se referem ao dia do Senhor como o dia em que Jesus voltará. A sétima, Ap 1.10, “Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim uma grande voz, como de trombeta”, transmite uma ideia diferente. João estava cultuando a Deus quando teve uma visão.

Não queremos entrar em uma discussão teológica sobre ser o Dia do Senhor, no sábado ou no domingo, mas no passado vários motivos levaram os crentes a mudarem do sábado literal dos judeus para o sábado espiritual, que é o domingo.

1º. Cristo ressuscitou no primeiro dia da semana, e este dia ficou sendo conhecido como o “dia Senhor”, Jo 20.1-10; Ap 1.10.

2º. Jesus apareceu aos discípulos no primeiro dia da semana, Jo 20.19-26.

3º. O pentecoste ou derramamento do Espírito Santo ocorreu no primeiro dia da semana, AT 2.1.

4º. Os crentes primitivos começaram a se reunir para cultuarem a Deus no primeiro dia da semana, At 20.7.

5º. Os crentes da Galáxia e de Corinto deveriam fazer as suas coletas no primeiro dia da semana, 1Co 16.2.

Entendemos assim que o domingo é um dia muito especial para todos os crentes, pois nele nossa dedicação deve ser total a Deus (é claro que nos outros dias da semana também devemos nos dedicar a Deus, mas o domingo é especial). O Domingo é sim nossa primícia, nele estudamos a palavra de Deus na EBD, cultuamos e adoramos a Deus no culto, temos comunhão com o corpo de Cristo na igreja, evangelizamos em conjunto distribuindo folhetos, ou seja, dedicamos a Ele nosso tempo.

O que você tem feito no domingo?

  • Separado este dia para acordar um pouco mais tarde.
  • Separado este dia para ver TV.
  • Separado este dia para descansar até de Deus.

É tempo de voltarmos nossas atenções para o que é eterno, para o que realmente importa e lembrarmos do texto que nos alerta: “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”. Mateus 6:33

Portanto Buscai!

 

Aula do dia 02-09

A oração na igreja de hoje
E os apóstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça. Atos 4:33

Talvez já tenhamos falado aqui em algumas das aulas sobre como a oração é importante para sabermos o melhor caminho para o nosso futuro. Se falamos, eu gostaria de repetir e confirmar isso. Alguém sabe como funciona o GPS? Tem uma ideia? Os aparelhos, têm a função de enviar um sinal para os satélites. Assim, fazendo alguns cálculos, o receptor GPS consegue determinar qual a sua posição e, com a ajuda de alguns mapas de cidades, indicar quais caminhos você pode percorrer para chegar ao local desejado. Em outras palavras, Ele conhece seu caminho, sabe em que posição você se encontra, para onde você quer ir e como chegar até lá.
Você já parou para pensar que Deus é assim também?

• Ele sabe exatamente onde você está (e não estou falando de localização física), mas em que ponto da sua vida você está, se está estacionado, se está em movimento, se está perdido…
• Ele sabe para onde você quer ir (Deus sabe melhor sobre o que queremos do que nós mesmos), as vezes não sabemos o que queremos, a bíblia diz que não sabemos nem pedir.
• Ele sabe o que temos que fazer para chegar lá (para onde estamos indo? Céu, certo? Você já pensou no fato de que Deus sabe como podemos chegar lá e está sempre nos indicando mesmo quando decidimos estacionar, olhar para atrás, desviarmos de nosso caminho?), Ele quer que o sigamos.

Perseverando na oração Atos 2.42
Por que perseverar na oração? Alguém gostaria de dar algum palpite? Para a gente entender o motivo, precisamos entender o momento pelo qual os crentes daquela época passavam. Israel estava as mil maravilhas, o império romano estava em decadência, os escribas e fariseus perceberam do erro que haviam cometido e decidiram se converter realmente, inclusive levantaram uma grande quantia para a obra missionária… Nada disso! A perseguição era tremenda, o império romano ainda dominava boa parte do mundo, os escribas e fariseus odiando cada vez mais os seguidores de Jesus, ou seja, um cenário terrível. Quer mais motivos para orar? As vezes estamos esperando a situação melhorar para orarmos, esperamos a benção chegar para irmos aos cultos com mais assiduidade, esperamos os problemas cessarem para assumirmos um cargo, quando na verdade precisamos agir de forma oposta.

Hoje estamos enfrentando diversos problemas, há um conformismo com o mundo, o texto de romanos 12.2 diz que devemos transformar o mundo pela renovação do nosso entendimento, mas o que temos visto é que crentes estão sendo transformados pelo mundo. O que tem de crente que fala palavrão, que tem procedimentos duvidosos, que leem horoscopo, que jogam na loteria e tudo isso publicamente, que eu até fico me perguntando o que esses crentes fazem escondido…
Em I Tim 4.1 nos mostra o que está acontecendo, quantos abandonam a fé, líderes, crentes firmes, simplesmente abandonando a fé, largando tudo para viver no mundo. Quantos lembram de pelo menos 5 nomes de crentes assim que hoje se encontram afastados? Não é difícil lembrar, infelizmente.
Além disso, temos visto o amor ao dinheiro sendo manifestado na vida de muitos, onde Deus tem ficado em segundo plano, a extrema corrupção no mundo de hoje que tem destruído toda a sociedade. Não nos faltam motivos para orarmos, certo? Temos que perseverar na oração!

A obtenção da abundante graça Atos 4.33
Isso é resultado de uma vida de busca, de perseverança na oração. Quanto mais nos aproximamos de Deus, quanto mais perseverantes, mais abençoados. Irmãos, o envolvimento desses homens com Deus era tão grande que mais a frente no livro de atos, é relatado que colocavam os doentes no caminho para que quando os apóstolos passassem, a sombra deles cobrissem esses doentes e eles seriam curados. Essa é a diferença que devemos deixar no mundo, não estou falando de sombra, mas estarmos de tal forma envolvidos com Deus que por onde passarmos, as pessoas vejam que há algo diferente, que há algo muito especial. Devemos impactar! A abundante graça de Deus precisa ser manifestada através de nossos atos, mas é preciso perseverar em oração.

Um gesto e uma atitude Atos 6.6
Os gestos precisam ser acompanhados de atitudes. Quantas vezes nos últimos dois meses o pastor nos convocou durante o culto para ficarmos de joelho ao orarmos aqui na igreja? Mas será que as pessoas que estão ajoelhadas neste momento, estão realmente ajoelhadas? Será que as que não estão ajoelhadas, realmente não estão ajoelhadas? A atitude é tudo.
Lembro-me de uma história onde uma mãe ao perceber que seu filho de 6 anos insistia em ficar de pé no ônibus mesmo ela insistindo para que ele se sentasse, decidiu ameaçar o filho de umas palmadas, caso ele não se sentasse. No mesmo instante ele se sentou, mas falou para sua mãe, “posso estar sentado, mas por dentro estou de pé”. Talvez alguns pela idade avançada, não podem se ajoelhar, mas por dentro, estão ajoelhados em fervente oração, enquanto outros, estão ajoelhados fisicamente e por dentro estão deitados, dormindo. Como tem sido sua atitude? Seus gestos correspondem às suas atitudes?

A disciplina para orar Atos 10.9
A revista nos fala sobre estímulos que surgem e nos fazem orar, quando nos inspiramos por algo que acontece, mas eu vejo que a oração embora seja bem produtiva quando nos sentimos inspirados a orar, deve ser encarada como um exercício, de forma disciplinada. Devemos sim orar quando nos sentimos inspirados a orar, mas além dessas ocasiões, devemos separar um tempo do nosso dia para exercitarmos essa conversa com Deus. O texto nos mostra que Pedro agia dessa forma, ele tinha hora separada para orar, para oferecer a Deus seu tempo também. Por mais que o corre-corre nos tente impedir, por mais que o cansaço nos desanime, precisamos separa um momento fixo, diário com Deus.
Sabe quando você acorda cedo para trabalhar ou estudar e dá aquela vontade de ficar dormindo e não sair da cama, o que fazemos? Podemos até ficar mais 5 minutinhos, mas levantamos. Por quê? Porque temos um compromisso, daí dizemos NÃO para nós mesmos, o nosso compromisso é mais importante. Espiritualmente é da mesma forma, as vezes queremos o mundo, queremos o que é errado, queremos deixar as coisas de Deus, mas o que vai definir a nossa escolha é o COMPROMISSO. Você pode até desanimar em algum momento da sua disciplina com Deus, mas entenda que mais importante é honrar o compromisso, mesmo que você tenha que dizer não para si próprio.

Uma oração proativa Atos 13.3
Toda oração deve ser acompanhada de ação, não adianta eu orar pela conversão da minha esposa, ou filho, ou pai, ou mãe, se não falo de Jesus para ele ou ela, se dou mau testemunho constantemente. Não adiante eu orar por um emprego com um salário alto se não estudo, nem faço cursos de qualificação. Não adianta orar para passar em provas ou concursos se não separo tempo para estudar.
Pode acontecer situações em que não podemos agir, temos apenas que orar e a ação acontecerá depois, mas na maioria das vezes, nossas orações devem ser acompanhadas de ações.

Recebendo o Espírito Santo de Deus Atos 15.8
Não só este texto, mas o capitulo todo de atos fala sobre os primeiros momentos da igreja, a grande conversão de quase cinco mil almas, a comunhão tremenda entre os novos crentes a ponto de não haver coisas individuais, mas tudo era de todos. Possivelmente, eles estavam vivendo o momento mais especial de fé e comunhão de toda a história da humanidade, não havia maior prazer do que estarem juntos, do que viver aquelas experiências, mas como aconteceu isso? Pela ação do Espírito Santo em suas vidas. E mesmo que você ache que hoje em dia seja impossível algo acontecer como aconteceu no passado, na igreja primitiva, entenda que pode acontecer coisas ainda maiores, tudo vai depender da sua, da nossa dedicação a Deus, da nossa sujeição ao Espírito Santo, do nosso envolvimento com o Pai, da nossa busca pela santidade, do nosso compromisso.

Como deve ser a oração na igreja de hoje? Você acha que a oração na sua igreja precisa melhorar? Então comece melhorando a partir de você. Nunca veremos uma mudança, se não nos colocarmos como primeiros dispostos a mudar, você quer que a sua igreja seja uma igreja de oração? Seja um crente de oração.

Uma vez um ônibus cheio de crentes atolou no meio da lama, uma parte dos crentes desceram para empurrar o ônibus, uma parte ficou desceu do ônibus para não fazer peso e ficaram assistindo os outros empurrar e uma outra parte ficou dentro do ônibus esperando os outros empurrarem. O que você está fazendo? Em que situação dessa história você está? Dentro do ônibus, do lado de fora olhando ou empurrando?